Assumindo o Black Power numa cidade pequena

Entre elogios, olhares tortos e perguntas repetitivas, tais como: 'Por que você não relaxa?" "Você conhece a progressiva natural?" "É difícil de pentear?" resolvi contar pra vocês como é ter um Black Power em uma cidade pequena.

Eu morava no Rio de Janeiro quando eu fiz o meu BC (Grande Corte), não senti nada de diferente, pois lá essa onda de cabelo black power é super comum. Mas me mudei para Angra dos Reis e tudo mudou.
Cidade pequena, onde a onda ainda são as progressivas de Morangos Astrais Selvagens dos Andes Dourados da Polinésia Marciana!! 
Bom, não vou dizer que não existem mais meninas de Black por aqui, tem, e as poucas que tem são lindas! Mas o que reina por aqui são as chapadas.

Andar pela rua com o black pro alto por aqui é certeza de atrair olhares. Quem tem mais intimidade acaba fazendo alguma pergunta idiota ou comentário sem noção. Eu trabalho com público e o mais interessante é como as pessoas tem comentado do meu cabelo. Pra minha surpresa, muitos comentários positivos, de homens e mulheres.


 Algumas mulheres até perguntam se eu conheço os canais de cacheada no Youtube (mal sabe elas que eu estou por lá!)


Eu tenho me sentido muito bem e vou dizer que atrair olhares não me incomoda, pois sou muito bem resolvida quando o assusto é cabelo. E estou mais feliz ainda por estar despertando em algumas mulheres o desejo de voltar aos cachos e se assumir naturalmente linda.

E você, como tem sido a sua experiência com seu Black Power??

Um comentário:

  1. ACHEI UM ARRASOOOOOOOO! *--* mt lindo o seu cabelo! deixa esse povo estranho com os olhares estranhos pra lá!
    Seu cabelo é lindo. Pode dar trabalho mas é lindooo! <3

    ResponderExcluir

Pesquise aqui no blog